Trate com amor

Trate com amor

“Dois homens deviam a certo credor. Um lhe devia quinhentos denários e o outro, cinqüenta. Nenhum dos dois tinha com que lhe pagar, por isso perdoou a dívida a ambos. Qual deles o amará mais?” Simão respondeu: “Suponho que aquele a quem foi perdoada a dívida maior”. “Você julgou bem”, disse Jesus.

Lucas 7:41-43

 

Pensamento: Por que Jesus contou aquela parábola? Obviamente, a moral da história se encaixava com o ponto que ele queria mostrar ao fariseu. No entanto, há algo mais. Jesus queria que Simão pudesse ouvir e enxergar onde ele errou. Um confronto direto poderia levá-lo à defensiva. Uma história bem contada o levou ao entendimento e, talvez, ao começo do arrependimento. Há muitas lições na história que Jesus contou. Mas, há uma bela lição justamente no tratamento que Jesus deu a Simão. Vamos usar sabedoria e tato ao tratarmos pessoas que se opõem a nós. Se Jesus podia elogiar o bom julgamento de um fariseu, eu suponho que posso também encontrar algo de bom em praticamente qualquer outra pessoa, por pior que tenha me tratado. E você?

 

Oração: Pai amoroso, perdoe todas as vezes quando tentei tirar satisfação por uma ofensa contra minha pessoa. Tomara que tivesse lembrado o exemplo do Rei. Ajude-me a tratar todos com este tão grande amor de Jesus. Obrigado por estender este amor para mim, que certamente não mereço. Em nome de Jesus eu oro. Amém.